“Assimetria das curvas dos rios daquelas matas interiores tocando as linhas retas das estradas da Nova Ibéria; anúncio do novo com seus chips eletrônicos e suas danças para chuvas”.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Muito se diz sobre tudo
Ciência se faz pra entender as coisas
Um beijo pode ser medido? Um carinho raciocinado?
"Pode" - dirão os doutos.

Há entendidos com ar de importância
Bula e cartilha, dedo em riste apontando o caminho
ou rabiscando a revolução nos guardanapos da mesa de bar...

Eu fico quietinho com ar de bobo
Com teu cheiro ainda em mim
Sem entender nada!

2 comentários:

Fabio Rocha disse...

Perfeito, meu amigo! Abração

Carolina disse...

Este é um dos meus preferidos! ^^

oh como prometido.. www.umaspalavras.com.br

obs.: o trabalho terminou hj! me passa seu email! o meu é carolina.zvd@gmail.com!

Bjs!